Pesque e solte é uma pratica esportiva. Mas requer cuidados, sabia?

O  praticante do  “pesque e solte” , tem sempre boas intenções. Entretanto, a sua prática requer alguns cuidados.

A maneira com que o peixe é fisgado, manuseado e solto, pode comprometer as chances de sobrevivência do animal.

Entre as injúrias mais comuns que levam o peixe à morte, estão:

  • Comprometimento dos órgãos vitais, devido ao tempo de asfixia aérea (lembre-se: os peixes respiram dentro d’água!);
  • Retirada excessiva de muco durante o manuseio e conseqüente vulnerabilidade à bacterioses e fungos;
  • Lesões graves ou irreversíveis na boca, que comprometem a eficiência alimentar, causados pelo uso de anzóis com fisgas e tempo excessivo de briga;
  • Lesões graves e irreversíveis na coluna vertebral, relacionados ao habito de segurar o peixe na vertical (e todo mundo tira foto assim!!) e a forma de soltura do peixe na água;
  • Danos nas guelras (lembra do jeito de segurar pra foto?!), comprometendo a eficiência respiratória através da infecção por fungos e bactérias;

Para orientar os pescadores, a Embrapa Pantanal elaborou uma cartilha ilustrada,  com objetivo de reduzir os danos aos peixes durante o pesque e solte.

Dá uma olhadinha aqui no Issu.com vai..

Ou abra em Pdf e baixe aqui mesmo no blog!

Ou ainda, faça o download no website da Embrapa.

Leave a comment for: "Pesque e solte é uma pratica esportiva. Mas requer cuidados, sabia?"

Navegue por palavra-chave